quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009


Estou agarrada as musicas que me lembram voce...


estou agarrada ao seu cheiro;


estou com o coração vazio,


estou com o coração transbosdando...


minhas maos doem das pancadas que dei na vida,


minhas unhas sangram o seu sangue...


ainda sinto o calor do seu rosto, o gosto das suas lagrimas...


de que me vale uma cama tao grande se estou na sombra que vc deixou ?


Silencio, eu nao compreendo quando ele chega,


ele me doi mais que as palavras...






2 comentários:

Ray Ataíde disse...

talvez eu tbm me sinta assim....

Morgana disse...

Deitamos o corpo na sombra deixada no lencol na espera que o calor que resta na cama nos abrace e nos console, nos devolva o tempo sem sombra nem magoa...

Beijos

Morgana